Atividades

Caminhos da arquitetura moderna brasileira

Autografias
O Visível e o Invisível na Arquitetura Brasileira

Voltar para o início O Visível e o Invisível na Arquitetura Brasileira

Programa

É quase unanimidade o reconhecimento de que poucas expressões artísticas no país ao longo do século XX foram capazes de cristalizar uma imagem tão bem-sucedida quanto a moderna arquitetura brasileira. Evidentemente isso se deu graças à maneira pela qual essa área foi capaz de enfrentar com virtuosismo propósito e impasses modernos, fundindo grandes ambições de vanguarda com uma aposta construtiva de forte carga simbólica. Mas a relativa estabilidade dessa imagem, sobretudo, se deveu ao fato de o movimento em prol da arquitetura moderna, tal como no front internacional, desde cedo ter recorrido às artes da reprodutibilidade técnica - em especial, à fotografia, mas também ao cinema e à comunicação visual -, investindo com vigor nos circuitos modernos da imagem junto à imprensa e à publicidade. Como se sua tradução em manifestos visuais e narrativas públicas permitisse ao mesmo tempo forte irradiação e consolidação de determinadas lógicas, poéticas e atitudes projetuais. Mais do que isso: ao menos no Brasil, a persistência e representatividade dessa imagem da arquitetura moderna ligou-se também ao fato de que sua afirmação vinculou-se, desde o início, a um projeto de construção da memória nacional ou, melhor, à consolidação institucional da própria ideia de patrimônio cultural no país. 

Por meio de determinados enquadramentos visuais e patrimoniais, a arquitetura moderna brasileira deixou-se preencher de fortes significados identitários. Traduzida em valores visuais, operando na dobra entre imagens do passado e memórias do futuro, condensando poderosas evocações e reverberações, ela foi erguida simbolicamente na paisagem cultural e no sistema da linguagem. 

Essa palestra tratará dessas bifurcações entre arquitetura, imagem e memória através de um conjunto de obras projetadas por diferentes arquitetos em distintas regiões do Brasil entre as décadas de 1930 e 1960, que assumiram valor de cânone, monumento e até mesmo de fetiche na definição de atitudes e narrativas acerca da arquitetura moderna brasileira. Tombadas em distintos contextos e segundo critérios e razões também variados, atualmente em condições de conservação, valorização e uso muito diversas, desde a criação todas elas vêm sendo objeto de múltiplas aproximações histórico-críticas e visuais. Menos do que descrevê-las outra vez em detalhes, pretende-se repor em perspectiva alguns de seus aspectos, de sua forma e sua fatura, enredando-as aos acontecimentos da sociedade, da cultura e da arquitetura, a algumas de suas projeções simbólicas, políticas e disciplinares, a fim de representá-las no tempo, na história e na memória, por escrito e visualmente. Trata-se, com isso, talvez, de contribuir para a revisão dos olhares a seu respeito, com o filtro da distância temporal e de sua fisionomia atual.

 


As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

 

Condições especiais de atendimento, como tradução em libras, devem ser informadas por email ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.

centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Crédito: Divulgação)

Palestrantes

José Tavares Correia de Lira

José Tavares Correia de Lira

Doutor e livre-docente pela FAU-USP. É professor do departamento de História da Arquitetura e Estética do Projeto pela mesma universidade e autor de “O Visível e o Invisível na Arquitetura Brasileira” (DBA, 2017). 
(Foto: Acervo Pessoal)

Data

29/05/2018 a 29/05/2018

Dias e Horários

Terça, das 19h às 21h

As inscrições podem ser feitas a partir de 24 de abril às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

Grátis

Inscreva-se agora