Atividades

A história do cavaleiro andante que ajudou a fundar a modernidade crítica.

Contextos
Por que ler "Dom Quixote de La Mancha" de Miguel de Cervantes?

Voltar para o início Por que ler "Dom Quixote de La Mancha" de Miguel de Cervantes?

Programa

Tradução em Libras disponível. Faça sua solicitação no ato da inscrição, com no mínimo dois dias de antecedência da atividade.

Considerado o primeiro romance da literatura ocidental, Dom Quixote é um livro admirado por inúmeros escritores - de Dostoiévski a Thomas Mann, de Machado de Assis a Pirandello.

Na mesma época em que William Shakespeare encenava na Inglaterra o Rei Lear, Cervantes publicava na Espanha a primeira parte de sua obra máxima, na qual na prosa romanesca se inaugura a transformação do indivíduo em um Outro e se encena a busca por um novo Ego.

Na Espanha da virada do século XVI para o XVII, os 700 anos de luta contra os árabes, as guerras de conquista contra a Itália, as vitórias sobre a França e a exploração dos tesouros da América serviram como pano de fundo para a criação de O engenhoso fidalgo Dom Quixote de La Mancha, de Miguel de Cervantes.

O personagem parte de um obscuro lugarejo, de cujo nome o narrador não se lembra, em busca da verdadeira pátria, a terra da cavalaria andante, tomando pelo caminho estalagens por castelos, moinhos por gigantes, ovelhas por soldados. Mas sua tão propalada loucura é antes de tudo uma sábia recusa em aceitar o princípio da realidade. Emissário do passado, Dom Quixote busca basicamente a sobrevivência, empreendendo uma cruzada contra a morte.

Quanto mais o cavaleiro persegue seu enlevado objetivo de enfrentar o mundo, mais este lhe escapa, acentuando o fosso ¿ tragicômico ¿ existente entre o real e sua representação.

O Cavaleiro da Triste Figura somente encontra felicidade no exílio auto imposto, no qual pode erguer o estandarte do homem livre que almeja ser, mas cujo drama é estar cindido entre a existência cotidiana a que todos à sua volta se apegam e o mundo ideal para onde somente ele é capaz de se precipitar.

Em plena sintonia com a utópica imagem de Fernando Pessoa ("Só me encontro quando de mim fujo"), Cervantes é muito hábil em mostrar que todo o destino é ilusório, e toda a travessia, quimera, desnudando ainda, em chave de refinada moldura metalinguística, a mentira por meio da qual a literatura conta sua verdade.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

(Ilustração: Don Quixote, de Pablo Picasso)

Data

20/02/2017 a 20/02/2017

Dias e Horários

Segunda, 14h30 às 16h30

As inscrições podem ser feitas a partir de 26 de janeiro às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 4,50 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 7,50 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 15,00 - inteira