Atividades

Ciclo da autora homenageada

Perspectivas
Presença de Hilda Hilst

Voltar para o início Presença de Hilda Hilst

Programa

Hilda de Almeida Prado Hilst (1930-2004) está cada vez mais presente - poeta vivo não faz mesmo sucesso, como repetia com seu jeito de dizer coisas graves com riso.

Quatorze anos após sua morte, artistas de campos diversos fazem adaptações renovadoras, críticos investigam questões inexploradas, poetas e ficcionistas de novas gerações dizem versos seus em saraus da periferia e tatuam no braço frases tiradas de sua obra.

Se teve pouca circulação quando estava viva, virou nos últimos anos praticamente fenômeno nas redes sociais com a mesma obra que sempre exigiu esforço e entrega, páginas que enfrentam temas complexos como o amor, o sexo, a morte, Deus, a finitude das coisas e a transcendência da alma.
Seus leitores estão aqui, neste ciclo que resulta de mais uma feliz parceria Flip-Sesc por meio de seu Centro de Pesquisa e Formação,  para discutir sob múltiplos ângulos a Autora Homenageada em 2018.

Dia 11/06 - Hilda Hilst: a criação total
Com Alcir Pécora e Beatriz Azevedo.
Com Mediação: Joselia Aguiar.

Dia 13/06 - Fluxo-floema
Com Carola Saavedra e Italo Moriconi.
Mediação: Alice Sant´Anna.

Dia 18/06 - O silêncio da crítica
Com Antônio Carlos Secchin e Eliane Robert Moraes.
Mediação: Mirna Queiroz.

Dia 20/06 - A sensibilidade mística
Com Claudio Willer e Rodrigo Petronio.
Mediação: Luciana Araujo Marques.

Dia 25/06 - "Aí é assim": Hilda Hilst cronista
Com Humberto Werneck e Mariana Ianelli.
Mediação: Luis Henrique Pellanda.

Dia 27/06 - Aos homens de nosso tempo
Com Cristiano Diniz e Marina Costin Fuser.
Mediação: Luis Henrique Pellanda.

Dia 02/07 - Todas as artes
Com Beatriz Azevedo, Donizeti Mazonas e Zeca Baleiro.
Mediação: Mariana Paiva.

Dia 04/07 - A múltipla face
Com Juliana Caldas, Luisa Destri e Marcos Visnadi.
Mediação: Luciana Araujo Marques.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Condições especiais de atendimento, como tradução em libras, devem ser informadas por email ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.
centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Instituto Hilda Hilst)

Palestrantes

Alcir Pécora

Alcir Pécora

Professor titular da área de Teoria Literária na Unicamp. É autor de vários estudos sobre a literatura do início do período moderno. É editor das obras completas de Hilda Hilst, Roberta Piva e Plínio Marcos.
(Foto: Maria do Carmo Bergamo)

Alice SantAnna

Alice SantAnna

Autora de Dobradura (7Letras, 2008), Rabo de baleia (Cosac Naify, 2013, prêmio APCA) e Pé do ouvido (Companhia das Letras, 2016). É editora na Companhia das Letras.
(Foto: Acervo Pessoal)

Ana Lima Cecílio

Ana Lima Cecílio

Formada em Filosofia pela Universidade de São Paulo e trabalha há catorze anos no mercado editorial, tendo passado por diversas editoras. Hoje é umas das editoras da Carambaia e está trabalhando na biografia de Hilda Hilst, a ser lançada pela Companhia das Letras.
(Foto: Acervo Pessoal)

Antonio Carlos Sechinn

Antonio Carlos Sechinn

Poeta e ensaísta. Entre outros, publicou, em 2017, Desdizer & antes, poesia reunida (editora Topbooks) e, em 2014, João Cabral: uma fala só lâmina (editora CosacNaify). É Doutor em Letras, Professor Emérito da UFRJ e membro da Academia Brasileira de Letras.
(Foto: Bonuccelli)

Beatriz Azevedo

Beatriz Azevedo

Doutora em Artes da Cena pela UNICAMP e Mestre em Literatura Comparada pela USP. Escreveu Antropofagia Palimpsesto Selvagem (Cosac Naify) e Idade da Pedra e Peripatético (Iluminuras). Musicou poemas de Hilda Hilst, Oswald de Andrade e Raul Bopp; suas composições foram gravadas por Adriana Calcanhotto, Tom Zé e Zé Celso Martinez Correa, entre outros.
(Foto: Lenise Pinheiro)

Carola Saavedra

Carola Saavedra

Autora de diversos romances, entre eles Flores azuis (Companhia das Letras, 2008; eleito melhor romance pela Associação Paulista dos Críticos de Arte, finalista dos prêmios São Paulo de Literatura e Jabuti), Paisagem com dromedário (Companhia das Letras, 2010, Prêmio Rachel de Queiroz na categoria jovem autor, finalista dos prêmios São Paulo de Literatura e Jabuti) e Com armas sonolentas (2018). Seus livros foram traduzidos para o inglês, francês, espanhol e alemão. Está entre os vinte melhores jovens escritores brasileiros escolhidos pela revista Granta.
(Foto: Carine Wallauer)

Claudio Willer

Claudio Willer

Poeta, ensaísta e tradutor. Doutor em Letras na USP, onde fez pós-doutorado.
(Foto: Acervo Pessoal)

Cristiano Diniz

Cristiano Diniz

Formado em Ciências Sociais e mestre em Teoria e História Literária pela Unicamp. Publicou "Fico besta quando entendem: entrevistas com Hilda Hilst" (Biblioteca Azul, 2013) e "Fortuna crítica de Hilda Hilst: levantamento bibliográfico atualizado (1949-2018)" (Publicações do IEL/CEDAE, 2018), além de ter participado do livro, organizado por Alcir Pécora, "Por que ler Hilda Hilst" (Globo, 2010). Atuando como arquivista no CEDAE (IEL/Unicamp), organizou o acervo pessoal de Hilda Hilst.

Donizeti Mazonas

Donizeti Mazonas

Formado em Artes Cênicas pela Universidade Estadual de Campinas e atua como ator, dançarino e diretor. Integrou o Centro de Pesquisa Teatral – CPT - coordenado por Antunes Filho de 1998 a 2002.
(Foto: Acervo Pessoal)

Eliane Robert Moraes

Eliane Robert Moraes

Professora de Literatura Brasileira na Universidade de São Paulo (USP), e pesquisadora do CNPq. Entre suas publicações destacam-se diversos ensaios sobre o imaginário erótico nas artes e na literatura.
(Foto: Acervo Pessoal)

Gutemberg Medeiros

Gutemberg Medeiros

Jornalista, mestre em doutor em Ciências e Comunicação pela ECA/USP e cursa o pós-doutorado em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. Conviveu com Hilda Hilst nos seus últimos 19 anos de vida. Tendo cursado as disciplinas “Imaginário, Criatividade e Religiosidade” (1985) e “O teatro de Hilda Hilst” (1986) ministrados por Hilda Hilst no IA/Unicamp.
(Foto: Acervo Pessoal)

Humberto Werneck

Humberto Werneck

Escritor e jornalista. Publicou, entre outros livros: O Desatino da Rapaziada; O Santo Sujo – A Vida de Jayme Ovalle; e três coletâneas de crônicas: O Espalhador de Passarinhos, Esse Inferno vai acabar e Sonhos Rebobinados. Cronista, escreve em O Estado de S. Paulo às terças-feiras. Prepara para a Companhia das Letras uma biografia de Carlos Drummond de Andrade.
(Foto: Paulo Leite)

Italo Moriconi

Italo Moriconi

Professor de literatura na UERJ, crítico, conferencista e curador literário.
(Foto: Acervo Pessoal)

Josélia Aguiar

Josélia Aguiar

Jornalista, mestre e doutoranda em história (USP). É pelo segundo ano consecutivo curadora da Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP), que homenageia em 2018 Hilda Hilst.
(Foto: Acervo Pessoal)

Juliana Caldas

Juliana Caldas

Professora e artista-pesquisadora. Graduada em Letras, mestra em Literatura Brasileira pela Universidade de São Paulo, com a dissertação: Borda, baba e buraco: Hilda Hilst e Lygia Clark, e especialista em roteiro audiovisual e direção teatral, atua na interface entre as artes visuais, o teatro e a literatura.
(Foto: Acervo Pessoal)

Jurandy Valença

Jurandy Valença

Jornalista, artista visual e gestor na área de cultura. Morou e trabalhou cerca de quatro anos com Hilda Hilst no começo da década de 1990, e foi Diretor de Projetos do Instituto Hilda Hilst entre 2012 e 2014. Publicou em 1992 seu primeiro livro de poesia "Faca de Vidro", com orelha escrita pela autora.
(Foto: Acervo Pessoal)

Luciana Araujo Marques

Luciana Araujo Marques

Jornalista, mestre em Teoria Literária e Literatura Comparada (USP) e doutoranda em Teoria e História Literária (Unicamp). Assina a coluna D(e)screver leituras na revista Pessoa.
(Foto: Acervo Pessoal)

Luís Henrique Pellanda

Luís Henrique Pellanda

Escritor e jornalista, é contista e cronista. Ministra oficinas de crônica em todo o Brasil.
(Foto: Maringas Maciel)

Luisa Destri

Luisa Destri

Doutora em Literatura Brasileira pela USP, é coautora de Por que ler Hilda Hilst (Globo, 2010) e organizadora da antologia Uma superfície de gelo ancorada no riso (Globo, 2011).
(Foto: Acervo Pessoal)

Marcos Visnadi

Marcos Visnadi

Escritor, tradutor e jornalista. Ex-editor da revista Geni, atualmente faz doutorado em literatura brasileira na Universidade de São Paulo, onde estuda a obra de Hilda Hilst.
(Foto: Acervo Pessoal)

Mariana Ianelli

Mariana Ianelli

É autora de oito livros de poesia. Recebeu o prêmio Fundação Bunge de Literatura (antigo Moinho Santista) na categoria Juventude, menção honrosa no prêmio Casa de las Américas (Cuba) e foi quatro vezes finalista do Jabuti. Colaborou para os cadernos culturais de O Globo, O Estado de S. Paulo, Valor Econômico e jornal Rascunho.
(Foto: Alfredo Aquino)

Mariana Paiva

Mariana Paiva

Jornalista, escritora e doutoranda em Teoria e História Literária na Unicamp. Este ano, lança seu quinto livro, sobre o tempo que passou na Casa do Sol de Hilda Hilst em 2013.
(Foto: Iracema Chequer)

Marina Costin Fuser

Marina Costin Fuser

Socióloga, doutoranda em cinema e estudos de gênero em Sussex. Dentre suas pesquisas, se destacam: um estudo acerca da emancipação da mulher em Simone de Beauvoir, mulheres no teatro político de Hilda Hilst, e trabalha com narrativas nômades e diaspóricas de mulher no cinema de Trinh T. Minh-ha. Está lançando o livro Palavras que Dançam à Beira de um Abismo: Mulher na dramaturgia de Hilda Hilst.
(Foto: Acervo Pessoal)

Mirna Queiroz

Mirna Queiroz

Jornalista e editora, com mestrado em Estudos Culturais pela Universidade de São Paulo (USP). É fundadora e diretora executiva da revista Pessoa, voltada para a literatura contemporânea de língua portuguesa.É curadora da programação literária da Fundação Roberto Marinho/Museu da Língua Portuguesa para as edições 2017/2018 da FLIP e uma das curadoras do Prêmio Oceanos.
(Foto: Acervo Pessoal)

Olga Bilenky

Olga Bilenky

Artista plástica, 67 anos e está entre artistas que viveram e trabalham na Casa do  Sol. Ilustrou capas para primeiras edições de Hilda Hilst. Tem atelier de pintura na Casa do Sol onde trabalha desde 1976.
(Foto: Acervo Pessoal)

Rodrigo Petronio

Rodrigo Petronio

Escritor e filósofo. Atua na fronteira entre semiologia, literatura e narratividade. Doutor em Literatura Comparada (UERJ), é Professor Titular da FAAP, onde coordena dois cursos de pós-graduação: Escrita Criativa e Roteiro para Cinema e Televisão. Atualmente desenvolve pós-doutorado no Centro de Tecnologias da Inteligência e Design Digital (TIDD|PUC-SP).
(Foto: Acervo Pessoal)

Zeca Baleiro

Zeca Baleiro

Artista plural. Com melodias certeiras, arranjos elaborados e poesia em alta voltagem,  apresenta sua espirituosa visão de mundo em canções originais. Além disso, tem se revelado sagaz intérprete de outros compositores e se envolvido com novas áreas, como o teatro e a literatura.
(Foto: Silvia Zamboni)
 

Data

11/06/2018 a 04/07/2018

Dias e Horários

Segundas e Quartas, 19h30 às 21h30.

As inscrições podem ser feitas a partir de 24 de maio às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

Grátis