Atividades

Quais modelos de negócio predominam atualmente na área turística?

Ética no Turismo
Relações de trabalho no turismo: panoramas e desafios

Voltar para o início Relações de trabalho no turismo: panoramas e desafios

Programa



Condições especiais de atendimento, como tradução em libras, devem ser informadas por email ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.
centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

Como afetam trabalhadores e trabalhadoras? Quais impactos que a precarização do trabalho turístico está produzindo?

O turismo é uma das principais atividades geradoras de emprego, no entanto, é relativamente pouco o que sabemos sobre a qualidade do trabalho na área turística. Quais modelos de negócio predominam atualmente na área? Como afetam trabalhadores e trabalhadoras? Quais impactos que a precarização do trabalho turístico está produzindo?

Este curso propõe uma revisão crítica com base em uma perspectiva internacional da literatura acadêmica, apresentando dados de pesquisas empíricas recentes sobre as características do emprego turístico.

Será abordado desde como entender e delimitar este tipo de trabalho até a análise de temas controversos, como a crescente precarização do trabalho; o recursos sistemático da flexibilização da mão de obra; a desigualdade e a discriminação por razões de gênero, dentre outros temas fundamentais para refletirmos nos dias de hoje.


Programa:

Dia 1
1. Introdução:

- Objetivos
- Programa
- Metodologia
- Aspectos logísticos
2. Conceitos chave para a análise do trabalho turístico:
- Trabalho digno
- Turismo sustentável
- Turismo responsável
3. Reconhecimento do trabalho nas declarações internacionais:
- OMT 1980: Declaração de Manila sobre Turismo Mundial,
- OITS 1996: Declaração de Montreal - Para uma visão humanista e social do turismo,
- OMT 1999: Código Ético Mundial para o Turismo [ratificado na Assembleia Geral das Nações Unidas 21/12/2001,
- Sociedade Civil 2002: Declaração da Cidade do Cabo de Turismo Responsável em destinos,
- UITA IUF 2013: Política da UITA no setor turístico (atualizada a cada 5 anos)
- ONU 2015: Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, número 8, reconhecimento do turismo na geração de emprego,
- Sociedade Civil 2017: Declaração de Berlim: Transformar o turismo,
- OIT 2017: Pautas da OIT sobre trabalho decente e turismo socialmente responsável.

Dia 2:
4. Marco teórico para a análise das relações de emprego (GREDS, 2010):
- Modelo macroestrutural.
- Modelo microestrutural.
5. O trabalho turístico:
- Definição e alcances (OIT, 2017).
- Grandes dinâmicas na evolução do setor turístico.
- Estado de arte nas pesquisas e contexto turístico.
- Panorama internacional sobre grandes temas e debates.
- Ausências na pesquisa do trabalho turístico.
6. Estudo de caso 1: condições de trabalho, precariedade e a discriminação de gênero no caso de camareiras (internacional).

Dia 3
7. Estudo de caso 2: razões e consequências da terceirização. Um modelo extremo de flexibilização do trabalho (internacional).
8. Estudo de caso 3: precariedade e pobreza laboral¹ em um resort do tipo tudo-incluído (internacional).
9. Análise coletiva sobre as características do trabalho turístico no Brasil.
10. Recapitulação, conclusões e avaliação do curso.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.


Palestrantes

Ernest Cañada

Ernest Cañada

Coordenador do Alba Sud, centro de pesquisa especializado em turismo responsável e trabalho digno; docente da Escola Universitária de Hotelaria e Turismo da Universidade de Barcelona, membro do Grupo de Pesquisa em Desigualdades em Saúde - Employment Conditions Network (EMCONET) da Universidade Pompeu Fabra (UPF); especialista do Conselho de Turismo y Cidade do Município de Barcelona. Licenciado em Filosofia e Letras pela Universidade Autônoma de Barcelona e mestre em Historia Contemporânea pela Universidade Pompeu Fabra. 

 

Bibliografia

CAÑADA, Ernest. El trabajo en los resorts todo-incluido de República Dominicana: precariedad en el paraíso turístico. Barcelona: Alba Sud Editorial: 2017.

CAÑADA, Ernest. Externalización del trabajo en hoteles. Impactos en los departamentos de pisos. Barcelona: Alba Sud Editorial. 2016.

CAÑADA, Ernest; GASCON, Jordi (coordenação). Turismo residencial y gentrificación rural Tenerife; Xixón: Pasos Edita - FTR: 2016.

CAÑADA, Ernest. Las que limpian los hoteles. Historias ocultas de precariedad laboral. Barcelona: Icaria Editorial: 2015.

Data

27/09/2017 a 29/09/2017

Dias e Horários

Quarta a sexta, das 14h às 17h

As inscrições podem ser feitas a partir de 25 de agosto às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 18,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 30,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 60,00 - inteira