Atividades

A perda de subjetividade na perspectiva das relações de poder na contemporaneidade

Perspectivas
Subjetividade e Visibilidade

Voltar para o início Subjetividade e Visibilidade

Programa

O programa parte da difusão e reflexão das ideias, propostas e conceitos expressos na produção literária, filosófica, artística e política de grupos anônimos franceses, autoproclamados não-autores, como Tiqqun e Comitê Invisível.

O ciclo de debates Subjetividade e Visibilidade se volta às diferentes estratégias de problematização da situação sócio-econômica contemporânea originadas em organizações e ambientes subversivos, e operadas entre a arte e a política.


23/11, sexta-feira.
Mesa 01 - 10h às 13h.
Tiqqun e Comitê Invisível no debate autonomista brasileiro, uma introdução.
A primeira mesa do ciclo traz uma abordagem introdutória sobre o pensamento insurrecionário francês do começo dos anos 2000, com foco nas proposições de anonimato, sabotagem e não-autoria apresentadas pelo Comitê Invisível.
Debatedores: Zenite e Paulo Rocha.

Mesa 02 - 15h às 18h

Práticas de si num mundo sem governança.
Por um lado, a segunda mesa abrange uma leitura criativa e reflexiva acerca da construção textual e do modus operandi da escrita nas produções do Comitê Invisível e, por outro, uma análise a crítica radical empregada por Tiqqun às propostas socialista de Karl Marx a fim de explanar sobre o potencial imaginativo na compreensão política dos dois grupos.
Debatedores: Ana Godoy e Jordi Carmona Hurtado.

24/11, sábado.
Mesa 03 - 10h às 13h.
Processos desejantes da contemporaneidade.
A terceira mesa do ciclo aborda os processos de subjetivação do sujeito frente ao neoliberalismo econômico e social através da proposição de Tiqqun em se erguer o Revolucionário Experimental.
Debatedoras: Abigail Campos Leal e Suely Rolnik.

Mesa 04 - 15h às 18h.
Exercícios para criação de desassujeitamentos.
O último encontro debate acerca do conceito de Greve Humana, da coletiva de arte Claire Fontaine, da proposição em Livrar-se De Si Mesmo, do coletivo de arte Bernadette Corporation e da ideia de Situação apresentada no texto anônimo "Chamada", a partir da produção da Internacional Situacionista.
Debatedores: Gustavo Motta e Rachel Pach.

A mediação das mesas é feita por Leonardo Araujo Beserra.

O ciclo é concebido por Leonardo Araujo Beserra em colaboração de Abigail Campos Leal e Gustavo Motta. Como segunda edição, ele dá prosseguimento ao programa Cidadãos, voltem pra casa!, organizado pela Glac Edições Textólatras. Sua primeira edição foi realizada em 2016 com o subtítulo Império e Anonimato.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade. centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Divulgação)


Palestrantes

Abigail Campos Leal

Abigail Campos Leal

Ativista trans, editora de fanzines e Doutoranda em Filosofia pela UFRJ.
(Foto: Nathalia Santos)

Ana Godoy

Ana Godoy

Mestre e doutora em Ciências Sociais pela PUCSP e pós-doutora pela Faculdade de Educação da UNICAMP.
(Foto: Acervo Pessoal)

Gustavo Motta

Gustavo Motta

Doutor em História e Crítica de Arte pela ECA-USP, editor da revista Dazibao e membro do centro de estudos DESFORMAS.
(Foto: Acervo Pessoal)

Jordi Carmona Hurtado

Jordi Carmona Hurtado

Doutor en Filosofía pela Université de Paris VIII e Universidad Autónoma de Madrid. Atualmente é Professor de Filosofía Moderna na UFCG.
(Foto: Acervo Pessoal)

Leonardo Araujo Beserra

Leonardo Araujo Beserra

Escritor, curador e editor independente em arte, com pesquisa em políticas invisíveis e escrita conceitual. Organizador do Cidadãos, voltem para casa!
(Foto: Acervo Pessoal)

Paulo Rocha

Paulo Rocha

Integrante do [conjunto vazio], coletivo de anti-arte, e também participa de diversas movimentações subterrâneas.
(Foto: Acervo Pessoal)

Rachel Pach

Rachel Pach

Geógrafa pela USP, editora e pesquisadora independente sobre os processos revolucionários de Rojava, Internacional Situacionista e Movimento Construtivista Russo.
(Foto: Acervo Pessoal)

Suely Rolnik

Suely Rolnik

Psicanalista, crítica de arte e cultura, e Professora Titular da PUC-SP.
(Foto: Sebastian Freire)

Zenite

Zenite

Escritor, editor e tradutor nos coletivos Facção Fictícia (BRA) e CrimethInc e é membro da ocupação Kasa Invisível de Belo Horizonte.

Bibliografia

AGAMBEN, Giorgio. A comunidade que vem. São Paulo: Autêntica, 2013.


ANÔNIMO.Appel. Portugal: Edições Antipáticas, 2008.


ANÔNIMO.La fête est finie. França: 2004.


COMITÊ INVISÍVEL. A insurreição que vem. Brasil: Edições Baratas, 2013.


COMITÊ INVISÍVEL. Agora - motim e destituição. São Paulo: N-1 Edições, 2017. 


CORPORATION, Bernadette. Get Rid Of Yourself. EUA: 2003. 


Ensayo sobre la política de las asambleas. Espanha: Akal, 2018.


FICTÍCIA, Facção. Balaklava – um chamado à guerra nômade. Brasil: 2014.


FONTAINE, Claire. Claire Fontaine - em vista de uma prática ready-made. São Paulo: Glac Edições Textólatras, 2016. /


HURTADO, Jordi Carmona. Paciencia de la acción - Ensayo sobre la política de las asambleas. Espanha: Akal, 2018.


ROLNIK, Suely. Esferas da insurreição - notas para uma vida não cafetina. São Paulo: N-1 Edições, 2018.


TIQQUN. Isto não é um programa. São Paulo: Dazibao, 2014.


TIQQUN. Teoria del Bloom. Espanha: Melusina, 2005.

Data

23/11/2018 a 24/11/2018

Dias e Horários

Sexta e Sábado, 10h às 18h.

As inscrições podem ser feitas a partir de 25 de Outubro, às 14h, aqui no site do Centro de Pesquisa e Formação ou nas Unidades do Sesc em São Paulo.

Local

Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar
Bela Vista - São Paulo.

Valores

R$ 4,50 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes
R$ 7,50 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante
R$ 15,00 - inteira